O idealismo de Platão – introdução histórica

Platão (427 a 347 AC)

É o mais genial discípulo de Sócrates. Se chamava Aristócles mas segundo contam seu mestre de escola lhe colocou o nome de Platão (1) por causa da amplitude de seu peito. Nasceu em Atenas no seio de uma família aristocrática e tinha parentes que exerciam cargos importantes no governo da República. Durante sua juventude foi ligado as artes e em particular à poesia. Parece que escreveu algumas tragédias. Em seu tempo viviam dois dos três principais dramaturgos gregos, Sófocles e Eurípedes pois o terceiro, Ésquilo, já havia morrido. Platão começou o estudo da filosofia com 20 anos sob o magistério do heraclitiano Crátilo. Influenciado pelo seu mestre compartilhou a opinião de Heráclito sobre o devir universal. Logo deixou Crátilo para seguir as aulas de Sócrates por oito anos. Com a morte de Sócrates em 399 AC Platão saiu de Atenas e se refugiou na cidade vizinha de Megara., na casa do dialético Euclides, onde permaneceu até que terminassem a perseguição contra os filósofos que vitimou Sócrates, seu mestre querido. Alguns anos mais tarde se entregou às viagens. Primeiro ao Egito, logo depois a Cirene onde ficou amigo do célebre matemático geométrico Teodoro e depois para a Magna Grécia onde conheceu a doutrina dos pitagóricos. Fez, depois, três viagens a Sicília com objetivo de visitar o famoso tirano Dionísio de Siracusa com cujo sobrinho, Dion, Platão estabeleceu íntima amizade. Parecia que Dionísio se interessava pelos ideais políticos do filósofo mas articulou uma viagem de Platão com o embaixador espartano e lhe aconselhou vendê-lo como escravo quando chegassem à Grécia, o que aconteceu. Platão foi vendido em Egina e teve que ser resgatado pelo viajante cirenaico Anníceris. Livre, Platão retornou a Atenas onde fundou sua escola, a Academia, chamada assim por estar situada no campo de um tal Academo. Desde este tempo até sua morte aos 80 anos se ocupou somente em ensinar e escrever. Morreu em 347 durante a guerra que Filipo da Macedônia teve com os atenienses, guerra esta que acabaria com a independência política de Atenas.

(1) Πλάτος (plátos) em grego significa amplitude, dimensão, largura.  (Wikipedia)

Tags:

6 Respostas to “O idealismo de Platão – introdução histórica”

  1. Tanny Costa Says:

    Ótimo…
    tudo oq precisava saber

  2. SALVADOR NEVES Says:

    ONDE ESTÁ AÍ O IDEALISMO DE PLATÃO??????

  3. artur higino Says:

    tambem qro saber

  4. ANA CAROLINE Says:

    vocês é de+ por que tudo que querio saber encontrei e tirei 100% no terabalho de Filosofia

  5. Milena' Soares Says:

    nuss’ ajudou mt….

  6. Caroline Lacerda Says:

    ótimo resumo simples e fácil de se entender… obrigada ajudou muito.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: